A importância da inclusão na vida escolar

 A importância da inclusão na vida escolar

  Fernanda Alcântara Araújo[i]

Inclusão Fernada 2

          Escrevi para este blog uma vez falando sobre a dificuldade de adaptação curricular para pessoas com necessidades educativas especiais ou específicas.

         Sou professora do 1º segmento do Ensino Fundamental. Nos últimos dois anos estou coordenando o turno da tarde de uma escola federal no Rio de Janeiro.  Esse cargo envolve organizar o período da tarde, garantindo que o mesmo aconteça de forma tranquila. A disciplina dos alunos é um encargo que também faz parte da responsabilidade da coordenação de turno.  Conversamos com os alunos e promovemos conversas entre eles dentro e fora das salas de aula. Além disso, enviamos os bilhetes com os avisos na agenda, comunicados de indisciplina, advertências e, em casos graves, a suspensão dos alunos.

         Explico toda essa dinâmica acima porque vou abordar situações em que atuamos com as crianças nos momentos de maior movimentação na escola: a entrada, o recreio e a saída. Numa escola com aproximadamente 500 crianças em cada turno, esses momentos necessitam de uma atenção redobrada para que os alunos não se machuquem e sejam encaminhados corretamente aos seus responsáveis na saída do colégio. Além disso, também é função do inspetor escolar  anotar os atrasos na entrada e na saída, e zelar para que as regras sejam cumpridas e para que todos fiquem bem.

Imaginem agora que junto com as 500 crianças (entrando na escola, durante o recreio, e na saída) há barulho e movimentação constante, crianças com necessidades especiais de vários tipos. Logo no início do ano temos as crianças que entram no 1º ano e que passam por um período de adaptação, tendo entrada, recreio e saída em horários diferentes das outras turmas, e, aos poucos, vão sendo incluídas ao todo da escola.  Para isso, nós inspetores, entramos nas salas das turmas de 3º, 4º e 5º anos e conversamos com esses alunos sobre a importância de acolherem os menores que estão chegando à escola. Pedimos que cuidem e ajudem esses novos alunos na adaptação ao colégio.

Geralmente esse trabalho dá certo, os alunos maiores acolhem carinhosamente os menores e a rotina segue sem maiores problemas.

Inclusão Fernanda 3

         Em nossa escola recebemos alunos com laudos de transtornos diversos, deficiência intelectual, autismo e vários déficits, sendo necessário um trabalho muito detalhado para que o acolhimento dessas crianças seja contínuo até seu último dia na escola, e a inclusão seja garantida.

Os inspetores são informados da situação desses alunos para que possam observar possíveis problemas de convivência nos espaços comuns, durante os horários de maior movimentação na escola, e intervir para que ninguém seja desrespeitado ou excluído da convivência com os amigos.

Inclusoa Fernanda 4

         Hoje em dia, acredito que a inclusão é muito mais do que adaptar currículos para que os alunos consigam acompanhar as aulas. Precisa acontecer o tempo todo.  Os alunos, professores e toda equipe escolar precisam ser preparados para a inclusão de todos, e para adaptar o currículo quando for necessário.

Vejo a inclusão como um ato de cidadania, tanto para quem é incluído quanto para aqueles que aprendem como incluir.

[i] Fernanda de Alcântara Araújo. Pedagoga, pós-graduada em Educação Inclusiva, professora do Colégio Pedro II.

Referências das imagens:

https://www.google.com.br/?gws_rd=ssl#q=imagens+de+inclus%C3%A3o+na+escola

Um comentário em “A importância da inclusão na vida escolar

  • 03/03/2019 em 0:06
    Permalink

    A inclusão de crianças especiais nas escolas e o direito conquistado eu já trabalhei com crianças de várias idade e também como voluntária do projeto fortalecer buscando orientar os pais sobre a responsabilidade do direito da criança frequentar a sala de aula é portanto a não de fasagem escolar.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *