out 30 2017

O Ensino de artes visuais para alunos com altas habilidades e superpopulação

Juliana Moreno Cavalheiro e Vera Lucia Penzo Fernandes publicaram na revista “Educação, Artes & Inclusão”, o estudo denominado “O Ensino de artes visuais para alunos com altas habilidades e superpopulação”. Nesta obra o presente artigo apresenta uma análise do ensino de artes visuais para alunos com altas habilidades e superdotação, por meio do estudo de caso no Núcleo de Atividades às Altas Habilidades e Superdotação do município de Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul. O estudo parte de discussões sobre a legislação brasileira e traça um paralelo entre as políticas para o atendimento ao aluno, tendo como referência os documentos que versam sobre a educação especial. Entrevistas com duas professoras que atuam no Núcleo consolidam a aproximação empírica sobre o trabalho pedagógico dos professores de Artes Visuais para alunos com altas habilidades e superdotação. A partir da compreensão do funcionamento do Núcleo e das entrevistas, identificamos as seguintes categorias analíticas: as professoras de artes visuais do Núcleo de Atividades às Altas Habilidades e Superdotação; a seleção e a organização dos conteúdos; as metodologias de ensino e recursos materiais; os objetivos de ensino e a avaliação. Levando-se em conta que o aluno possui habilidades artísticas específicas de seu interesse, que devem ser desenvolvidas e enriquecidas, podemos afirmar que o papel do professor de Artes Visuais é fundamental no desenvolvimento de suas potencialidades.

Texto completo em: PDF

Link permanente para este artigo: http://blog.cienciasecognicao.org/?p=1151

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.