jun 01 2017

A Música e as Brincadeiras Rítmicas são ricas ferramentas para se trabalhar a Reeducação Motora e a Estimulação Cognitiva

A Música e as Brincadeiras Rítmicas são ricas ferramentas para se trabalhar a Reeducação Motora e a Estimulação Cognitiva

(autor: Junior Cadima)

O movimento corporal exerce grande influência no desenvolvimento do sujeito, e também desempenha o papel de facilitador no processo de ensino e aprendizagem. É uma relação direta entre o Cérebro e o Corpo (Atividade Psíquica x Atividade Motora). Segundo Louro e Jonasson (2016), para que se tenha um bom desenvolvimento humano e da inteligência, é necessário também que a pessoa apresente um bom desenvolvimento psicomotor e ricas experiências com o mundo externo.

As atividades do vídeo foram realizadas com o objetivo de estimular aspectos motores e cognitivos que irão auxiliar no momento que os alunos forem executar a bateria.

Atividade:

 Divide a aula em 2 partes:

Primeira parte:

  1. A) Os alunos deveriam jogar a bola de tênis de uma mão para a outra. Sugeri uma pulsação, mas não fiquei preso a ela, pois a intenção era o movimento de jogar com uma mão e pegar com a outra sem deixar cair. Outra possibilidade é pedir que os alunos amassem uma folha de jornal e façam uma bola com ela. O jornal é mais leve, e num primeiro momento se torna mais fácil à execução do movimento (Jogar e Pegar).

Segunda parte:

  1. B) Dividi os alunos em duplas. A proposta era executarmos uma brincadeira com palmas e depois bater com as mãos nas pernas.

Primeiro cada um deveria bater uma palma individual, e depois bater a mão com a dupla (mão direita com direita; mão esquerda com esquerda). Na sequência eles deveriam fazer as batidas com as mãos nas próprias pernas.

  1. C) Aplicar o item B acompanhando a música. Na parte A da música eles deveriam executar as palmas, e na parte B bater as mãos nas pernas.

A proposta trabalhada na segunda parte da atividade é uma adaptação da Música SIMAMAKA (Cultura Africana), que aprendi com a Professora, Maive Arndt. Os movimentos foram adaptados visando o objetivo que eu tinha com o grupo.

É importante que dentro da sua prática o educador desenvolva um olhar OBSERVADOR e que esteja atento para sentir a resposta do grupo. As adaptações necessárias e concisas favorecerão a potencialidade de cada aluno. O caminho para o desenvolvimento deve ser mútuo e ativo, e é importante oferecer diferentes possibilidades para que aconteça o aprendizado.

Referências

JONASSON, Rodolfo; LOURO, Viviane.  Contribuições da psicopedagogia e psicomotricidade. In: Música e Inclusão: múltiplos olhares. Viviane Louro (org.). São Paulo: Editora Som, 2016.

Imagens: www.google.com.br/imagens

Link para o vídeo das atividades: https://www.facebook.com/jrcadima?pnref=friends.search

 

Link permanente para este artigo: http://blog.cienciasecognicao.org/?p=1126

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.